Esta Noite Dançamos - Capitulo 3

 

 

 

Já tinha passado 2h e decidiram almoçar. Demoraram pouco e seguiram viagem. O plano deles era passar a noite já em França.

Agora quem ia a conduzir era o Filipe:

- Ana lembras-te do que me disses-te no teu aniversário?

- No meu aniversário? Isso foi em Abril achas que me lembro? - Disse fazendo uma careta, depois sorriu e continuou - o mais provável é que vos tenha dito que vos adoro e que vocês são os melhores amigos do Mundo!

- Sim, disses-te isso. Aliás não é preciso ser o teu aniversário para dizeres essas coisas. Passas a vida a dizê-lo. Mas não é isso que me estava a referir!

- Não? Então ajuda-me porque não me lembro de mais nada relevante!

- Lembras-te que eu não fui a um acontecimento memorável por causa do teu aniversário, não te lembras?

- Ah pois foi. O concerto dos... como é que se chamam mesmo? Tokio Hotel, não é? Como é que tu gostas daquele bando dos 4? Eles são tão...tão...

Filipe interrompeu-a:

- Não te canses a pensar! Mas ainda não cheguei onde queria! Lembras-te de me dizeres: "Eu sei que o concerto deles era muito importante para ti e não foste por minha causa. fico-te a dever uma, Filipe".

- Sim, lembro perfeitamente. E para te vingares, por não teres ido ao concerto deste-me como presente "Humanoid", porque sabias que eu não gosto deles e assim o CD praticamente iria ser para ti, não para mim!!

Os outros riram.

- Mas depois remediei-me. Tu sabes que foi uma partidinha - disse a rir-se - Bem mas o que te quero dizer é que já sei como me vais recompensar!

- Ai sim? Queres que eu conduza?

- Não, nada disso. Quero uma coisa muito melhor! Sabes... Os Tokio Hotel vão dar um concerto em Hamburgo e tu vens comigo! Já tenho os bilhetes...

A Ana ficou petrificada e com a boca aberta, ela nem queria acreditar no que estava a ouvir. Por fim falou:

- O quê? Tokio Hotel? Concerto?... É outra das tuas partidinhas sem piada nenhuma não é?

- Não! Vai ser altamente.

- Altamente? Maria? João? Pedro? Não me vão deixar sozinha nesta, pois não? - Ana implorava.

- Bem tu é que lhe promentes-te que lhe ficavas a dever uma... E nós também não vamos nada com a cara deles nem com a música - disse o Pedro e o João concordou.

- Sim é verdade, Ana. Tu sabes que eu também não gosto minimamente deles...

- Mas Maria, não me deixes sozinha com este deverador de Tokio Hotel. Eu sei lá do que ele é capaz de fazer no concerto! Ainda é capaz de fazer um cartaz a dizer: "I LOVE YOU BILL, TOM, GEORG, GUSTAV"

Começaram todos às gargalhadas só de imaginar esse momento.

- Meninas eu estou a ouvir! - Filipe falou - Eu não estou interessado neles em si, mas na música. Meninas como é? Eu gosto GAJAS...

- Não duvidamos. - Maria ainda se ria.

- Vá lá? - Ana comtinuava a implorar - Maria, por favor?

- Bem, eu até posso ir com uma condição!...

- Tudo o que quiseres desde que não me deixes sozinha com este tarado! - e fez uma careta.

- Bem se ele começar a fazer as cenas que toda a gente espera que ele faça, para todos os efeitos nós não conhecemos o Filipe de lado nenhum, certo?

- Só isso? - perguntou Ana admirada - Maria isso é muito facil...

- Minhas meninas vocês ainda vão gostar muito dos Tokio Hotel, e olhem que tenho sempre razão no que digo... pronto, quase sempre!

- Pois isso até pode ser possivel, mas só na minha 2º encarnação - retorquiu a Ana.

Fez-se silêncio e olharam uns para os outros. Filipe quebrou o silêncio. Começou a apitar no meio da estrada, meteu a cabeça fora da janela da carrinha e gritou:

- TOKIO HOTEL AQUI VAMOS NÓS !

 

Tokio Hotel:


I feel: Não sei --'
music: Tokio Hotel - 1000 meere
feito por danceandtokiohotel às 09:13 | link do post | mimar